(Resenha) Raya e o Último Dragão.

Sim eu sei que faz um bom tempo que Raya e o Último Dragão foi lançado, tanto nos cinemas (alguns poucos) e no premier do Disney+.

E o premier estava com um preço mega salgado e eu não iria arriscar.

Porém semana passada. Mais preciso no dia 23/04/2021, Raya e Último Dragão foi liberado para todos de graça no Disney+

E gosto sempre de lembrar meu compromisso aqui não só com o leitor, mas também com as marcas e estúdios.

Ética é algo fundamental em um bom trabalho, seja ele qual for, então nunca vocês verão uma resenha aqui de algo que não vi ou tive acesso por meios legais, sejam eles eu pagando ou sendo alguma cortesia oficial.

Mas vamos falar da animação que é o que importa né?

Primeiro de tudo, recomendo se possível você assistir em 4K podendo assim ver como essa animação ultrapassou barreiras, chega ao ponto de assistindo confundir com um filme com atores reais o tanto que a animação está maravilhosa.

No começo dela você fica com a aquela sensação de mais uma animação genérica com oriente como plano de fundo mas ao passar dos minutos, Raya muda radicalmente sua forma de ver a animação.

Os detalhes é algo a parte e mesmo como mencionado usar a cultura oriental como fundo, a criação de um monto próprio para a animação foi espetacular.

Quando a animação viaja pelos ambientes desse mundo, você acaba sentindo a temperatura e as particularidades de cada um, provando assim o excelente trabalho de ambientação, fotografia e uso das cores para nos ambientar no mundo de Raya.



Como sempre não quero entrar muito em detalhes no roteiro da animação, por mais que muitos já devem ter assistido pelos meios não legais.

Raya e o Último Dragão é aquela animação que você acha que sobre mais uma princesa Disney, no começo você começa a desconfiar disso e no final você entende que melhor representação de uma princesa Disney é a Raya.

É uma personagem completa e mesmo sendo quase que na contra mão do dito padrão de princesas Disney, Raya é coroada sim como princesa e sim como uma forte protagonista feminina cheia de ideais e propósitos.

Eu uso minha mãe como termômetro para filmes ultimamente, se ela gosta fica prestando atenção, então o filme realmente é bom.

E com Raya e o Último Dragão foi assim, no começo ela mal olhava mas depois ela foi admirando até ao ponto de esperar até o final.

Os vários personagens carismáticos da animação é um caso à parte, eles vão das gargalhadas que você dá até aos momentos mais sérios de cada um, nessa hora uma lágrima pode correr do rosto, vai por mim.

Ficar aqui enchendo linguiça no texto não vai dar muito certo, a animação tendo o selo Disney de qualidade é garantia de satisfação e muita emoção.

Raya e o `Último Dragão é uma excelente animação que toda a família pode sentar para assistir.

É uma bela lição de amor, honra e de valores.

Então bora ver e aproveita que está de graça para os assinantes do Disney+.

2 thoughts on “(Resenha) Raya e o Último Dragão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *