[Artigo] E como é a vida de um Geek Digital Influencer no interior?

Tudo na vida tem que ter uma evolução, 2019 está sendo um ano em que evolui e foquei mais em ser um Geek Digital Influencer, aquele seu amigo geek de verdade que te deixa a par com as novidades da cultura que tanto admiramos!
Não queria ser mais um replicante de notícias, algo muito comum, é fácil pegar notícias, releases de sites e blogs maiores e simplesmente copiar e colar no seu blog e posar de mega influenciador, mas que na verdade apenas está repostando coisas que todo mundo já viu ou se for ver não vai entrar em um mísero blog já que o assunto está nos grandes portais por todo lado.
Fora os que não consomem o que diz influenciar os outros geeks, tipo o influencer fala de game mas não joga e não tem nenhum, mas isso assunto para outro post.
Vendo toda essa “cena geek” em minha volta e constatando que não chegavam a lugar nenhum, fui pensar fora da caixinha, venci o medo de pensar como um geek da capital, da cidade grande, resolvi entrar em contato com empresas grandes, multinacionais e internacionais pelo menos para poder receber releases diretamente com eles, confesso que a coragem dominava mas lá no fundo aquela angústia, porque se tantas empresas da minha região nem resposta negativa se davam o trabalho de mandar, imagina as grandes.
Mas levei um tapa da realidade, obtive respostas tanto negativas quando positivas que foram maioria, me surpreendi e comprovei que tudo depende do primeiro passo que você der.
Somando a isso, meus parceiros já de longa data, que são lojas e amigos que sempre que podem me mandam coisas para review ou até mesmo para a minha coleção, que até então por tudo isso sou mega agradecido, são os contatos de longe e da minha cidade que andam sendo meu gás para esse foco do Geek Digital Influencer!
Falando em minha cidade, moro na cidade de Tremembé na região do Vale do Paraíba no interior de SP, e mesmo sendo uma cidade pequena anda abraçando a cultura geek de um jeito mega especial, pois desde ano passado venho co-produzindo encontros geeks na cidade e sempre são bem recebidos pela cidade!
Mas nem tudo são flores nessa empreitada Geek, existem dois setores se posso chamar assim que ainda não evoluíram ou no caso dão sinais que não pretendem tal coisa tão cedo, estou falando da imprensa local e dos eventos geeks de médio porte da minha região.

IMPRENSA LOCAL

Ano passado fiquei mega feliz de um convite que recebi de uma web tv da minha região para fazer um programa geek, fiquei empolgado. Percebendo que os meios de produção deles era praticamente iguais aos meus, resolvi eu gravar, pré editar os programas e mandar pra eles para finalização, nisso no meu entender facilitaria todo o processo já que grande parte de tudo eu estava fazendo!
Que engano!
Depois de mandar o primeiro programa, lá por Outubro de 2018, até hoje não foi pro ar e detalhe, eu ainda sendo cobrado para gravar mais, até mesmo na cidade da tal “sede” da web TV, porque o editor em questão parecia não querer ter trabalho, preferia que tudo fosse ao vivo pelo Facebook! Sim, pelo Facebook! Desanimando em…3…2…1..

Fora isso, muitas outras coisas começaram a ficar as claras para mim:

– ninguém na web tv tinha conhecimento ou até mesmo gostava de fazer tv, era tipo um hobby para ganhar $$$, ainda mais que me contaram que faziam coberturas de festas eventos para quem os contratava, não era web tv, era a empresa de filmagem.

– gravação externa não era para todos, também me contaram que tinha um custo e era pago pelo dono do programa, não era web tv, era a empresa de filmagem.

– Divulgação nula, porque devem concordar comigo que o dono do programa ter que compartilhar o próprio programa não é divulgação pela web tv.
Enfim, depois que percebi que meu canal no Youtube é maior e tem mais alcance do que o deles, edito, coloco no ar meus vídeos, porque preciso deles?

Imprensa na minha região é um problema, se não for filial de grandes emissoras, o resto se torna “coisas de família” ou ” clube dos amigos” ou pior parece que tudo é TCC de alunos de Faculdade de Jornalismo/TV ou algo feito bem mais ou menos, porque a verba do governo tá garantida ou de patrocinadores.
Nisso resulta barbaridades como por exemplo, um dono de brechó (loja de coisas usadas) e por ter algumas coisas Geek, ser taxado como empreendedor geek, enfim…
Concluindo, não anda compensando ir pedir ou esperar apoio de imprensa local, temos muitos geeks de respeito por aqui, excelentes fontes de informação e tudo mais, de cosplayers, gamers…mas no final tudo se resume no amigão do povo da TV, para poder encher linguiça!

EVENTOS DE MÉDIO PORTE 

Vejam a imagem a seguir:


Ambas fotos tiradas por mim, o primeiro Goku da CCXP e o segundo de um renomado evento de médio porte daqui da região!
Sei que você vai falar que é injusto a comparação, mas vamos aos fatos:

– o evento daqui se auto denomina e deixa claro ser o maior e melhor de toda a região do Vale do Paraíba, logo uma escultura dessa….

– a escultura em questão foi feita por um renomado cosplayer que já ganhou prêmios e até bem conhecido por aqui, logo uma escultura dessa…

– então um artista fez a escultura, alguém gabaritado e com toda a certeza sabe melhor que ninguém a estrutura para se fazer um Goku, logo uma escultura dessa..

Enfim, além do fato do evento se auto denominar o melhor da galáxia ( são quase assim mesmo), achei um pecado esse Goku, porque sei que o responsável pela mesma tem muito gabarito para ter feito melhor, fazer a escultura de qualquer jeito para agradar famílias leigas do mundo geek para tirar foto é melhor do que fazer algo para os geeks que é o público do evento sentirem orgulho e querer fotografar?
Então, eventos por aqui anda virando o “rolê da família”, mas aquela tradicional que desenho é coisa de crianças e esse povo adulto/jovem que curte essas coisas são todos doidos, fora os eventos feitos em escolas públicas que acabam virando um Brás Geek, aonde se tem centenas de geeks andando..andando…andando..comprando bugigangas baratas..e andando..andando..pra que atrações né?
Concluindo, ainda tenho muita mas muita esperança nos eventos de médio porte por aqui, espero e sei que vão melhorar e que assim serão eventos que satisfarão, minimamente falando, o público alvo certo: os Geeks!

É isso pessoal, desculpa pelo textão!
Mas desabafo é assim!
Abraços!

JuSama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.